20/09/2017

Desafio dos 100 Bebês - CASA CHEIA!


    Oi pessoalzinho, tudo bom? Aqui tá tudo ótimo!

    Se você leu a última nota no meu Diário de Formanda, já sabe que esse vai ser o último post do Desafio dos 100 Bebês até eu terminar a monografia. Quem sabe o último post DO ANO. Eu sei que vão ser muitos meses até que a Lucy e as crianças apareçam novamente aqui, mas espero que não esqueçam deles. O desafio é extremamente difícil, mas eu já estou tão apegada a esses sims!

    No último episódio, o 6º bebê, Felipe, nasceu. Caleb se tornou criança e os gêmeos Dani e Elisa se tornaram bebês. Ah, e a Lucy vai ter seu último bebê... pelo menos o último do ano.


    Décimo oitavo dia: Problemas no paraíso
    
    Você que pretende ser mãe, eu não recomendo engravidar cinco vezes seguidas, formando a famosa escadinha. Ainda mais se duas dessas cinco gestações resultarem em gêmeos. Você pode não conseguir dormir direito à noite por conta de choros, chutes e brigas infantis e passar o dia todo como um zumbi.

    Felizmente, meus três primeiros filhos já estão grandinhos o suficiente para me ajudar com colecionáveis. Depois de cumprir suas responsabilidades escolares, peço a eles que vão cavar rochas nas redondezas. E pela manhã, enquanto estão na escola, eu mesma saio. E adoro pescar.
Momentos da Lucy: garantindo o jantar
    Décimo nono dia: Felipe


    Cada dia que se passa, sinto que está mais perto de ter meu sétimo bebê. E me pergunto de onde vou tirar energia para lidar com todo mundo. Hoje, Felipe deu mais um passo rumo à independência: ele é um bebê grudento, assim como a irmã. Apesar disso parece mais agarrado com os irmãos mais velhos do que comigo.
Momentos da Lucy: ensinando a andar!
Momentos da Lucy: primeira refeição do Fê!
    Vigésimo dia: adolescentes, crianças e bebês numa caixa de fósforo


    É, o dia chegou. Meu sétimo bebê nasceria em instantes e eu estava sozinha em casa com os três mais novos. Tive de mandá-los para a creche às pressas e correr para o hospital.
Momentos da Lucy: dores do parto
    Agora Elisa não é mais a única menina (além de mim) da casa: meu bebê com Travis é uma garotinha também! Seu nome é Gisela, e ela é a cara do pai, apesar de ter os meus olhos. Como esperado, Eli foi a única criança feliz ao conhecer a nova irmãzinha. Todos os outros não sabiam o que achar.


    Também naquele dia os meus primogênitos trouxeram uma novidade: já tinham nota e idade o suficiente para ir para o ensino médio! Assei um bolo, coloquei as velas e os deixei soprar.
Momentos da Lucy: Alan cresceu!
Momentos da Lucy: Bruno também!
    Enquanto Alan se tornou um rapaz extrovertido e com vontade de se tornar autor best seller, Bruno quer pegar geral e ganhou como traço cabeça-quente. E foi então que percebi que estava na hora de me mudar. Vendi quase tudo que tinha junto com a antiga casa e arrumamos as malas indo para Willow Creek. A casa é mais aconchegante e agora temos uma TV, além de um quarto só para os adolescentes e um só para as crianças. Gisela ficará comigo até crescer um pouquinho.

    Vigésimo primeiro dia: a nova casa e crianças maiores

    Essa casa nova é um luxo! Claro, não temos muitas coisas, mas conseguimos viver de forma muito mais confortável que na antiga. Ainda moramos perto de alguns pontos de pesca e de uma horta comunitária, o que é ótimo.

    Era aniversário de Dani e Elisa. Meus filhos estão crescendo muito rápido!
Momentos da Lucy: Dani sopra velinhas!
Momentos da Lucy: Elisa cresceu!
    Enquanto meu menino se tornou uma criança bondosa, Eli é uma menina cabeça-quente. Meu Deus, eu deveria saber, ela é tão ruivinha! 

    Foi bom poder dormir sem estar grávida. Tudo bem que ainda assim tinha que acordar para cuidar de Gisela, mas pelo menos tenho dois adolescentes em casa que podem fazer a comida e me ajudar a colher, plantar e pescar. 

    Vigésimo segundo dia: Aniversários e muitos presentes

    Eu não lembrei que meu aniversário estava tão perto, e fui surpreendida quando chegou o dia. Não tive tempo de me fazer um bolo ou uma festa, mas estava com meus filhos, isso que importava. 

    As crianças foram para a escola cedo, então mandei Fê e Gi para a creche e fui atrás de colecionáveis. Meu Deus, consegui tantas coisas! Com o dinheiro consegui comprar um computador baratinho para nós e uma mesa de carpintaria, algo que vai nos render uns bons simoleons.

    Fiquei surpresa também quando minha Gisela, minha caçulinha, pulou do berço, se transformando em um bebê. Ela é bem curiosa e, confirmando, é a carinha do papai. 
Momentos da Lucy: Gisela Panqueca!
    As crianças chegaram da escola trazendo uma colega de classe. Ah, eu nem gravei o nome da menina, estava dormindo. Mas quando acordei a casa estava toda limpa e Caleb me disse que foi cortesia de Bruno e da coleguinha (que tá mais para namoradinha). E ainda tirou fotos!
Momentos da Lucy: adolescentes faxineiros
    Ah, falando no Caleb, ele também deixa a infância para trás no mesmo dia que eu e Gisela crescemos. Se tornou um adolescente ciumento e quer ser um bartender.
Momentos da Lucy: aniversariante!
    Nos momentos finais do dia, Alan aproveitou a madrugada para escrever seu primeiro livro. Ele quer ser escritor e eu dou todo apoio do mundo para o meu menino. Espero que seja um sucesso.
Momentos da Lucy: meu pequeno escritor
     E, como agora temos três adolescentes, meus filhos trocaram de quarto. Gi teve pesadelos no meio da noite e foi direto recorrer aos irmãos. Bruno, que agora tá se tornando um anjo - vocês sabem como ele era atentado na infância - consolou a irmãzinha.
Momentos da Lucy: consolo do irmão
    Em breve meus primogênitos vão sair de casa e eu estou meio apreensiva. Como será que eles vão se virar sem mim? Será que consegui criar filhos independentes como sempre quis? Espero que sim, não tem nada que me deixe mais nervosa do que ver minhas crianças passando por problemas.

    Vai dar tudo certo, Lucy. Vai ter que dar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião!