29/08/2017

Taylor Swift e o "pop do discurso de ódio": seria ela realmente a inventora das tretas do pop?


    Oi pessoal, tudo bem com vocês?

    Hoje vamos ter mais um textão de qualidade pra vocês, e dessa vez falando do assunto do momento que é Taylor Swift e o chamado "pop do discurso de ódio".

    Se vocês tem acompanhado o mundo pop nos últimos dias, sabem que Katy Perry lançou o aguardado clipe de Swish Swish, que muitos dizem ser a resposta para a treta iniciada com Bad Blood, da Taylor. O clipe, que lança mão de muitas referências a memes, foi igualmente aplaudido e criticado por fãs e outras pessoas que acompanham a Katy, mas foi ofuscado pelo lançamento do novo single da Swift, Look What You Made Me Do. Logo virou notícia o fato de ela estar se aproveitando de símbolos usados no passado para a difamar, como o emoji de cobra.

    No último domingo, enquanto meio mundo assistia o final de temporada de Game of Thrones (eu inclusa), acontecia o Video Music Awards, no qual Katy foi apresentadora. Durante o evento, Taylor fez o lançamento oficial do clipe de LWYMMD e desde então a internet só fala nisso. Dizem que teve shade pra Katy, cutucada nas Kardashians... Não assisti, mas como minhas redes sociais estão abarrotadas de screenshots e comentários, nem preciso.

    Vou falar o que acho disso: as pessoas estão tratando a Taylor como a revolucionária do rolê sendo que ela não é a primeira nem vai ser a última que se envolve em treta com outros famosos. Num mundo onde se fala muito de Taylor vs Katy, já vivemos o Xtina vs Britney, Gaga vs Katy e até o brasileiríssimo Sandy vs Wanessa Camargo. A maioria, claro, veio da cabeça dos fãs, que sempre discutem pra saber quem é a melhor. E em todas essas tretas, sejam imaginárias ou não, os detetives do pop ficam procurando em cada música ou ação de qualquer uma das partes qualquer tentativa de alfinetar o colega. Claro que no clipe de Taylor esses shades são quase explícitos, mas não é a primeira vez que isso acontece. Mariah Carey, Obsessed, a cena que ela atropela o Eminem, quantos anos atrás?

    E sobre ela tentar virar o jogo a seu favor com o emoji de cobra, também nenhuma novidade aqui. O tempo todo pessoas se valem de transformar o lixo em luxo e eu vou citar dois casos em especial que o público LGBT conhece bem: Trixie Mattel e Alaska Thunderfuck. Em um dos episódios da 7ª temporada de Drag Race, Brian Firkus conta que escolheu o nome Trixie para sua drag persona porque na adolescência era uma palavra usada por seu padrasto para ofendê-lo por ser gay - Trixie também significa "fadinha", usado no mesmo contexto pejorativo que "gazela" aqui no Brasil. 

    Mas o mais icônico caso de usar a crise de imagem como oportunidade veio de Alaska. Ano passado, durante a exibição de RuPaul's Drag Race All Stars 2, Alaska foi severamente criticada pelo público por tomar decisões duvidosas ao longo do reality, eliminando fanfavorites e até oferecendo dinheiro às colegas para se manter na competição. Indignados com tudo, fãs do programa iam até as redes sociais da drag queen publicar ofensas, quase sempre acompanhadas dele mesmo, o emoji de cobra. Alaska não perdeu tempo e publicou um vídeo chamado "Conheça a Alaska", no qual fez piada com a situação e respondendo todas as perguntas com algo que remetesse a cobras. Inclusive ela usava um vestido com uma gola que lembra uma serpente. Desde então os fãs a denominaram Rainha das Cobras, e ela não perde a oportunidade de reforçar o próprio título. Agora com essa repercussão do caso da menina Taylor, Alaska deu uma entrevista na qual diz que é bem comum pessoas hétero roubarem símbolos LGBT, mas ainda bem que ela adora inspirar artistas jovens. Bem afrontosa mesmo.

    Que fique claro: não tenho NADA contra a Taylor Swift. Gostava dela na era country, mas agora ela me dá ranço. Não nego que ela é talentosíssima e faz muito sucesso (e que foi bem inteligente com isso de fazer da cobra seu símbolo), mas acho superestimada por algumas pessoas. Acho que querem fazer da Taylor o próximo ícone pop mundial ou algo do tipo, mas na minha opinião ela precisa fazer mais do que se vender como a vítima de todos esses escândalos que deu a volta por cima. Por mais que seja uma abordagem inteligente, pode passar a impressão errada, como a de pessoa mimada e que guarda rancor.

    E qual a opinião de vocês sobre a Taylor e todo esse movimento que as pessoas dizem que ela inventou? Deixem nos comentários!

22 comentários:

  1. Falou tudo!
    Fiz ontem um post falando do clipe, treta e rancor.
    Gente, bola p frente ne? Vamos trazer goodvibes p nossa vida
    Parabebs

    ResponderExcluir
  2. Eu fico bem perdida nesse mundo pop, porquê se prestarmos atenção, o tempo todo surge uma treta nova! Acho que a Taylor deveria seguir em frente, ela escreve músicas tão boas, tem muito talento. Uma pena que se preste a perder tempo com isso. E por sinal, você escreve muito bem. Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua abordagem! Eu também estava um pouco por fora, mas as nossas timelines estão mesmo repletas de comentários e memes. Eu adorava ela country e delicada, pq era bem diferente do que temos por aí. Acho que talvez a música seja uma jogada de marketing, todo mundo vai querer assistir pra entender as indiretas.

    ResponderExcluir
  4. O mundo business é um mundo aparte do meu, confesso q pouco sei, me informo dessa forma acompanhando blogs e tal.
    Porém tudo é uma jogada de marketing, do meu ponto de vista, todo mundo o tempo todo tem essa necessidade de aparecer, está nas midias!
    Vc escreve super bem!
    Bjs e sucesso💋

    ResponderExcluir
  5. Pop não é o meu estilo musical favorito justamente pela superficialidade de alguns dos artistas, mas ligo o rádio então tenho consciência de que de alguma forma pago as contas deles. A Taylor Swift em especial sempre me passou um ar de desespero que trás, como você disse, um ranço a cada música dela que bomba. Em comparação com muitos outros que fazem este estilo de música, ela não é tão única sim: vivemos numa geração em que as pessoas se desenvolvem nessa indústria e se mostram cada vez melhores. Se eu fosse ela, ficava menos no marketing e mais na música.

    Adorei a sua postagem, a forma como escreveu o texto foi incrível! Categoria de revista!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do seu blog gostei do assunto é meu estilo musical adoro parbéns bj.

    ResponderExcluir
  7. Eu adorei seu ponto de vista e digo como boa ouvinte do Pop americano já quase 20 anos...essa guerrinha sempre existiu musicalmente e sempre vaie existir,porque isso q gera lucros
    Mas o diferente de 2 artistas é ver o ódio dos fas q chega a ser triste sabe...e isso hoje faria o artista a repensar tudo q ele quer implantar na sociedade...
    Bjs

    www.amandaraibolt.com

    ResponderExcluir
  8. Eita quanta treta, eu estou por fora do assunto nem sabia disso tudo, mas acho bem ruim que pesoas adultas e famosas fiquem se alfinetando assim, deveriam dar o bom exemplo e pior que isso acaba gerando brigas entre os fãs, acho as duas talentosas, deveriam focar mais nas próprias carreiras e fazer músicas para os fãs e não pra ser indiretas pra outros artistas. bjs

    ResponderExcluir
  9. rsrs ainda bem que esse não meu estilo de musica favorito. Eu não teria paciência para tanta falta do que fazer dessas "artistas".

    ResponderExcluir
  10. Hey
    Vou ser bem sincera! Eu gostava da Taylor quando ela começou e tinha a pegada country, agora ela simplesmente virou um produto da mídia !
    Acho ela muito cheia de infantilidade fazendo música pra atingir a então ex amiga !!
    E não acho ela tudo isso pra todo mundo fazer um carnaval por conta das tretas dela, que não são poucas né ?
    Sei lá ! Pra mim ela perdeu a essência e achei péssimo o novo clipe !
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Curto algumas músicas delas de antes, agora não muito
    os artistas quando sobem a fama, eles mudam muito que foi o caso dela
    o pior que em vez de melhorar estraga
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Eu sinceramente não curto essa mina, acho sem graça pra caramba. Acho que ela se vale dessas tretas para parecer do babado hehhehe #minhaopinião

    ResponderExcluir
  13. Curto algumas músicas das duas, as duas tem qualidades e defeitos, músicas que eu gosto e algumas que não curto...
    Por isso acho que não vale a pena 'a briga'...elas ganham milhões e muita repercussão com isso
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  14. As vezes eu acho que eles ''criam'' essas brigas aí para ganhar mais destaque e mais views em suas músicas, já que a taylor conseguiu o record de o video mais visto nas 24 horas dos ultimos tempos com tudo isso

    ResponderExcluir
  15. Eu vi que existiu essa "treta", mas fiquei sem saber o porque, sou muito perdida nessas coisas kkk

    ResponderExcluir
  16. Gente, nem sabia dessa treta rs Acompanho muito pouco a Taylor Swift.

    Acredito que ela nao precisa disso para estar na midia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Esse caso da Taylor está longe de ser o último entre os famosos, infelizmente sempre vai ter essa guerra se é que podemos chamar assim, seja pelos próprios artistas ou pelos fãs. Eu gostei do novo single dela.

    ResponderExcluir
  18. nunca ouvi nada dela, mais agr nem tem a possibilidade!

    ResponderExcluir
  19. ''não tenho NADA contra a Taylor Swift. Gostava dela na era country, mas agora ela me dá ranço. Não nego que ela é talentosíssima e faz muito sucesso'' eu concordo muito em várias coisas com você , você falou tudo e como a amiga disse ali eu acho também q fazem essas briga pra ganhar isso,Falou tudo!

    ResponderExcluir
  20. A Taylor Swift é uma pessoa maravilhosa, é verdade ela estava sumida muito tempo... fica longe com os famosos e as fãs, que bom fez o novo de clip.. eu era super fã dela..Adorei seu post.. parabéns !!
    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Opa! Adorei saber as novidades da Taylor por aqui, seu blog sempre sensacional. Valeu
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Opaaaaa!!!
    Realmente concordo com você, sempre gostei muito dela, escutava as músicas quando estava na Bad. Adorei o post.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião!