29/04/2018

Review - Sirensong: O perigoso chamado da rainha (Faeriewalker #3), de Jenna Black


[ATENÇÃO: este texto pode conter spoilers sobre Sirensong e os livros anteriores. Leia com cuidado.]

Dana Hathaway está longe de descobrir uma luz no fim do túnel para tudo o que ocorreu em sua vida desde que partiu em busca de seu pai em Avalon. Lá, descobriu ser uma faeriewalker - um ser raro que é capaz de transitar entre o mundo mortal e o mundo mágico.

Quando é convidada a ir a Faerie para ser oficialmente apresentada à Corte Seelie, a decisão não é fácil. Afinal, todos sabem que Titânia, a rainha seelie,  a quer morta. No entanto, ameaçada de prisão caso recuse esse convite, Dana parte com seu pai e seus amigos em uma viagem rumo a Faerie - eles estão cercados de perigos, ameaças e medo. A garota descobrirá que viajar pelo mundo mágico pode trazer muitas surpresas - principalmente se você é um dos seres mais odiados e cobiçados do lugar.

***

Oi oi, amiras, turu pom? É hora de mais uma resenha literária do nosso BEDA, a última, na verdade. Hoje trago pra vocês o último livro da trilogia Faeriewalker, de Jenna Black: Sirensong - O perigoso chamado da rainha.

Dana Hathaway continua na sua situação complicada: fugiu de casa para ter liberdade e paz, mas isso é o que ela menos tem tido desde que chegou a Avalon. Sendo uma faeriewalker, um ser raro com poderes especiais e um tanto interessantes, ela representa ameaça para alguns e desejo para outros. É usada como vantagem política pelo pai e nem vamos entrar no mérito do acordo firmado com o Erlking no livro passado.

As coisas não melhoram muito. A rainha da corte Seelie de Faerie quer vê-la pessoalmente, mas a proposta de visita não é inocente ou bem vista quando sabemos que a monarca quer vê-la morta. Ainda assim, Dana resolve ir. Corre risco de vida indo, mas se analisarmos toda a situação, corre mais ficando. E é aí, meus amigos, que tudo se enrola: assim que ela chega em solo feérico, um atentado acontece e a arma, por ser fruto de tecnologia, a coloca como a suspeita mais provável. Agora a menina tem que provar sua inocência e mostrar a todos que não tem intenção alguma de causar problemas - afinal, ela já tem coisas demais para lidar. E a solução para tudo isso surge, adivinhem, como num passe de mágica.

Nota? 4 de 5. Ganhou uma estrelinha a mais do que os livros anteriores por ter mais detalhes explorados, mas a quinta só não veio por dois motivos. O primeiro: chega a ser cômico que do nada surge uma solução para todos os problemas, novos e antigos, de Dana. O segundo é que o livro dá a entender que teremos uma continuação, e meio que pede por uma também. Dá raiva só de lembrar. Mas tudo bem, a raiva passa só de reler.


FICHA TÉCNICA
Título: Sirensong - O perigoso chamado da rainha
Autora: Jenna Black
Ano de publicação (BRASIL): 2012
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 341

Tradução: Cristina Calderini Tognelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião!